Casal resolve namorar no carro, mas balança muito e o veiculo capota e desce na ribanceira
X
Nos acompanhe no Facebook:



Siga no Twitter:



Participe do nosso grupo no WhatsApp



Entre agora!
Siga-nos no Google Plus:



HUMOR E ENTRETENIMENTO SIGA-NOS








|

Casal resolve namorar no carro, mas balança muito e o veiculo capota e desce na ribanceira


Polícia Rodoviária disse que foi o primeiro acidente em que um carro capotou parado, com um casal namorando




 
 
 
 




Pela primeira vez, na história dos acidentes automobilísticos brasileiro, um carro capotou parado, com um casal namorando dentro.



O caso aconteceu na madrugada desta quinta-feira (3), em Maceió (AL), quando um casal parou o carro no acostamento de uma estrada para namorar, mas antes que os vidros ficassem embaçados, o veiculo sofreu uns balanços fortes e acabou virando, capotando e descendo a ribanceira.



Uma testemunha que passava na hora, no local, disse que viu o carro balançando para um lado, e para o outro e estranhou o movimento assustador. "Vi logo que não era uma coisa normal, porque casal normal balança só um pouquinho o carro, mas o que eu vi não era uma coisa comum, acho que por isso que o carro virou", disse a testemunha.



A Polícia Rodoviária disse que nunca viu algo do tipo acontecer e que o balançado do veiculo só pode ter sido muito forte, para fazer o carro virar.



O casal sofreu pequenos ferimentos. Ambos foram levados ao hospital, mas passam bem. Com vergonha do ocorrido eles não quiseram gravar entrevista.

















BRASIL
Gato acredita que o Brasil só terá jeito com intervenção alienígena




TECNOLOGIA
WhatsApp copia o MSN e vai inserir o botão de chamar a atenção
BRASIL
Conheça Emanuel, o brasileiro que fugiu de verdade para as colinas
CURIOSO
Jornal divulga imagem do homem mais fiel do mundo
FICOU RICA
Katarina pede doações para pagar a conta de Internet e arrecada 3 milhões










© 2011 - 2017

FIQUE ATENTO - G17 é um site de humor, logo, as publicações são piadas sem qualquer fundo de verdade, que não devem ser levadas a sério, tão pouco servir como fonte de informação!



SAIBA MAIS


FECHAR